Quando você está passeando mundo afora, o que mais deseja é aproveitar cada segundo no destino escolhido, certo? Para que isso aconteça, é preciso seguir um bom roteiro de viagem que contenha todos os atrativos que você não vê a hora de conhecer. E mais, que esteja de acordo com o seu perfil, gosto e estilo de viagem. A seguir vou te mostrar como montar um roteiro de viagem personalizado em uma cidade em 8 passos simples.

 

Por que você precisa fazer um roteiro de viagem

Um bom roteiro ajuda a economizar alguns dos fatores mais importantes quando se fala em planejamento de viagem: tempo e dinheiro. Quantos viajantes já não gastaram minutos preciosos tentando chegar a um endereço sem saber a rota ou o melhor meio de transporte? Ou que deixaram de conhecer atrativos interessantes por não ter pesquisado antes de sair de casa?

Como escrevi no post sobre 26 aplicativos de viagem para celular, ter tudo à mão agiliza possíveis imprevistos e te ajuda a se organizar em meio a tantas atividades e lugares para descobrir.

No entanto, a verdade é que só os aplicativos não bastam. Você precisa fazer sua lição de casa com bastante antecedência. Digamos que, quanto mais distante, cara e afetivamente importante for a viagem para você, mais cedo deve começar a se planejar.

Preparar um roteiro de viagem também tem um quê de especial. Em cada escolha, desde a chegada ao hotel até o restaurante escolhido para relaxar à noite, você já está vivendo seu passeio. Isso só aumenta a vontade de fazer as malas e permite que você desfrute ainda mais cada instante.

Decisões pré-roteiro

Antes de chegarmos à elaboração do roteiro em si, você precisa definir alguns pontos que envolvem o planejamento da viagem. O ideal é se dedicar a essa etapa com antecedência, dependendo da quantidade de cidades que pretende visitar. Para roteiros para a Europa ou múltiplos estados do Brasil, por exemplo, prepare-se pelo menos 6 meses antes da partida. Alguns pontos a considerar:

  • Destino: é a escolha mais importante e, por isso, vem em primeiro lugar. Será uma única cidade, um estado, um país ou vários deles?
  • Orçamento: considere todos os possíveis gastos, das taxas do hotel à compra de souvenir. E mais, quanto tempo você precisa para juntar esse valor?
  • Companhia: quantas pessoas irão com você? Alguém mais vai te ajudar a pagar essa viagem?
  • Data: vai aproveitar as férias escolares, de fim de ano ou vai economizar entre as temporadas?
  • Duração: quanto tempo você poderá se ausentar e quanto o seu bolso consegue custear?

Depois de definido o orçamento, data, duração e destino, é hora de traçar o roteiro de viagem.

 


 

1- Defina como se deslocar para o destino e dentro dele

A escolha de como prefere chegar ao local que vai visitar e como explorá-lo pode influenciar o orçamento da sua viagem. A jornada pode começar antes de chegar ao destino principal, caso escolha ir com um determinado meio de transporte:

  •  carro – nada melhor do que parar pela estrada para tirar selfie com uma bela paisagem de fundo ou conhecer cidades próximas do lugar onde pretende ficar;
  •  trem – é uma opção para quem não tem pressa de seguir para o local escolhido e curte uma bela vista da janelinha ou a experiência de se deslocar sobre os trilhos;
  • navio – a viagem de navio pode ser uma alternativa vantajosa, ainda que desconte do período que ficaria no destino final. Isso porque a rota do cruzeiro faz você conhecer diferentes cidades e países em questão de poucos dias;
  • avião com stopover – a parada de um voo, em uma cidade intermediária entre o local de partida e o de destino, pode ser uma boa escolha. Você pode passar alguns dias conhecendo este lugar.

 

2- Escolha o hotel

Já dei dicas aqui no Mundo Mio sobre como escolher um bom hotel para sua viagem. Tudo depende do seu perfil como viajante e do seu orçamento. Assim, o importante a considerar, em relação à localização, é se você prefere:

– estar próximos de pontos turísticos ou de bares e restaurantes para sair à noite;

– fácil acesso ao transporte público, como estações de metrô, trem e ônibus;

– escolher uma propriedade próxima de estradas e vias importantes para utilizar serviços de aplicativos de transporte ou táxi ou mesmo para alugar o seu carro.

O que definir aqui vai ser importante para você calcular o tempo de deslocamento entre o hotel e os pontos de interesse.

 

3- Faça uma lista de lugares a visitar

Considerando que essa seja a parte mais prazerosa na elaboração do roteiro de viagem, dedique o tempo necessário para que ele esteja de acordo com o seu perfil e plano.

– relacione todos os lugares que você conhece;

– pesquise no site oficial da cidade, redes sociais, portais e blogs de viagem (incluindo o Mundo Mio, claro!) conteúdo que fale sobre o que fazer no local;

– pegue orientações e sugestões com amigos e conhecidos que já tenham ido para o destino escolhido;

– confira sites de avaliação, como o TripdAdvisor, o Google Maps, e o Yelp (restaurantes) sobre os pontos de interesse, que podem conter algumas dicas extras;

– destaque dessa lista quais atrativos você mais deseja conhecer;

– agora enumere-os pela ordem de maior interesse;

– reúna as informações desses locais, como endereço, dias e horários de funcionamento, valores, entre outros. Você pode utilizar a ferramenta do MyMaps do Google para organizar esses dados, criando e personalizando ícones para cada lugar.

 

4- Defina quanto tempo vai levar para visitar cada atrativo

Calcule apenas quanto tempo vai gastar em cada local. Não considere ainda o deslocamento entre seu hotel e o ponto de interesse.

Por exemplo, considerando um museu, tem gente que leva meia hora e outras que levam mais de duas. É bem relativo. Por isso, considere o tempo que você gostaria de dedicar a cada lugar.

 

5- Faça o roteiro por proximidade

Agora que sabe quais os atrativos que mais quer conhecer e em ordem de interesse, já calculou o tempo que vai levar em cada local e tem ideia da previsão do tempo, é hora de realmente fazer seu roteiro de viagem.

Comece pela prioridade, levando em conta as ressalvas da previsão do tempo.

Agora, considere a localização dos principais pontos de interesse e concentre os mais próximos para visitar no mesmo dia. Aqui você inclui o tempo de deslocamento do hotel até o primeiro endereço, deste para o seguinte e assim por diante.

 

6- Estabeleça o ritmo da sua viagem

Você gosta de andar o dia todo e relaxar à noite em um spa ou degustando a gastronomia local em um restaurante mais requintado? Ou prefere aproveitar cada dia num ritmo mais tranquilo sem se cansar muito?

É importante fazer um roteiro de viagem que esteja de acordo com a sua disposição física e a de quem mais te acompanhar nessa jornada.

 

7- Qual a previsão do tempo durante a viagem?

Este é um tópico que vale ser considerado,  conforme sua viagem se aproxima. Faça a escala de previsão de acordo com os dias da viagem. Na hora de montar o roteiro, priorize os passeios ao ar livre nos dias com temperatura mais agradável e risco de chuva, vento ou neve praticamente nulo.

 

8- Tenha um plano B

Imprevistos podem acontecer, mesmo com um roteiro de viagem perfeitamente elaborado. Mesmo que cheque todas as informações, aquele passeio pode ser cancelado, um museu fechar para reforma, entre tantas outras casualidades.

Depois de concluir seu roteiro, crie um secundário, com uma ou duas alternativas, caso algum passeio vá por água abaixo. Isso evita que você perca tempo procurando alternativas para aproveitar o tempo que ficou livre.

 

 

Lembre-se: guarde seu roteiro no celular, nos aplicativos que utilizar e também tenha uma versão impressa. Viagem organizada é uma viagem bem aproveitada. Bom roteiro! 🙂