A primeira vez que ouvi falar de Cefalônia (ou Kefalônia) foi durante uma das minhas pesquisas para achar um destino de férias e fugir do frio de Copenhague. Fiquei impressionada com a beleza das fotos, mas não criei muitas expectativas, pois até então não parecia ser um destino popular. O bom de não ter grandes expectativas, é que neste caso eu acabei sendo surpreendida positivamente. As férias foram incríveis.

Cefalônia é um destino que não falta praia bonita, a maioria inclusive já ganhou o prêmio “Bandeira Azul” que é um prêmio concedido as praias mais limpas do mundo. De qualquer lugar que você esteja é possível ver o azul surreal da cor das águas. Além disso há programas culturais e históricos que tornaram a ilha um rico patrimônio histórico.

Sobre o lugar

Essa ilha faz parte das Ilhas Jônicas (complexo de sete ilhas na costa oeste da Grécia) e devido ao relevo acidentado possui várias baías e cabos. O clima é mediterrâneo, mas os ventos e umidade trazem a ilha características bem tropicais. Próximo a Cefalônia também está outra Ilha Jônica, Zante, que já é mais popular e pode ser visitada também na mesma viagem através dos passeios de barco. Zante além das paisagens maravilhosas, também é famosa pelas tartarugas Caretta Caretta que chegam a medir um metro e meio de comprimento.

A vegetação e clima da região é propícia para a produção de vinho e azeite, por isso não deixe de experimentar! A maioria dos restaurantes servem ótimos tzatzikis (molho de iogurte com pepino e azeite). E no café da manhã experimente o verdadeiro iogurte grego. 

Informações práticas

  • Capital: Argostoli
  • Língua: grego
  • Moeda: euro (EUR)
  • Conexão: voos diários de Atenas (45 min) e na alta temporada voo direto saindo de toda a Europa.
  • Quando ir: entre maio e setembro, sendo julho e agosto alta temporada. No inverno vários hotéis estão fechados.

O que fazer

Vamos direto a parte boa. As atrações da ilha são basicamente as praias e cavernas. Há também algumas vinícolas e fábricas de produção de azeite pra quem gosta. Començando pelas belezas naturais:

Cavernas

Melisani Cave

É um lugar impressionante. O teto da caverna cedeu e abriu um buraco na parte superior. Não é possível visitar do lado de fora, por isso você entra em um túnel e desce até onde terão os passeios no lago dentro da caverna. O passeio começa na parte aberta e segue em direção a parte coberta. A umidade do lugar é alta e o ambiente gelado. A profundidade da água chega a 39 metros mas é proibido nadar. Ao colocar a mão na água é geladíssima e em algumas partes a água é tão cristalina que chega a dar pra ver o fundo. Infelizmente o passeio dura apenas 15 minutos e realmente passa muito rápido. Tem um barqueiro que guia o passeio e conta as curiosidades e fatos da caverna.

A entrada custa 7 euros e tem gente que acha caro por durar tão pouco, mas eu acho que vale muito a pena.

Como chegar: Fica a 2km de Sami. Existem várias placas mostrando as direções. O estacionamento é gratuíto.

 Drogarati Cave

Essa caverna foi decoberta a 300 anos atrás, depois de um terremoto que abriu uma entrada pra caverna. Fica próxima da Caverna de Melissani. O impressionante é ver as formações de estalactites e estalagmites que tem mais de 150 milhões de ano. A temperatura da caverna é constantemente de 18 graus e a umidade chega a 90%, por isso imagine o clima lá dentro. Dentro da caverna são dois salões, onde o reflexo da água forma uma luz dançante especial nas pedras. Em um dos salões são promovidos alguns eventos culturais e shows, a acústica lá deve ser maravilhosa.

kefaloniaisland.org

Praias

Myrtos Beach

É a praia mais linda na ilha. Tente visitar sem excursão, porque assim você pode ficar quanto tempo quiser. Para chegar lá tem que primeiro pegar uma estrada para o topo de uma montanha e depois ao olhar pra baixo você vê aquela imensidão azul. A praia não é de areia e sim formada por pequenas pedras brancas, por isso é bom ir com calçado apropriado ou então não conseguirá andar por muito tempo. Dica: uma idéia é comprar os calçados que também dá pra entrar na água, parece uma sapatilha e custa em torno de 7 euros (ou comprar pela internet).

Caminhe até o canto esquerdo da praia onde tem uma gruta e aproveite para dar um mergulho. Dependendo da época o mar pode ter ondas altas, mas na época que fui, estava uma piscina. A temperatura da água é m-a-r-a-v-i-l-h-o-s-a.

Tem um pequeno quiosque para comprar bebidas, sorvete e snacks. Pra fugir do sol é bom levar um guarda sol e uma toalha pra sentar nas pedrinhas (é menos desconfortável)

Antisamos

Essa é a praia que tem 50 tons de azul. É tão bonita que foi escolhida como cenário de filme de Hollywood (que aliás foi o marco de início do turismo na ilha). Não fica muito longe de Sami (bairro de cefalônia) e tem fácil acesso. Super fácil ir de carro, pois tem um estacionamento grande.

Petani Beach

Petani beach fica em uma península do outro lado de Argostoli. Dá pra entender vendo o mapa. O ferry que cruza esse pedaço de mar sai a cada 30 min. e o trajeto é de 20 min. Dá para atravessar de carro, a pé e no meu caso, de bike. O passeio de bike eu recomendo apenas para as pessoas que já tem experiência e boa resistência física porque é muito puxado (mais de sete horas de subidas e descidas nas montanhas). A forma mais fácil é ainda de carro.

Esta é uma praia que vale a pena conhecer, pois além de linda tem o diferencial de ser bem estruturada para receber turista. Tem barraquinhas para comer e beber, além de espreguiçadeiras e maior conforto. O caminho até a praia é uma estrada em zigue-zague e o visual é tão lindo quanto a praia em si.

Xi Beach

O diferencial dessa praia é a coloração avermelhada da areia, resultado da decomposição da argila que compõe o terreno e penhascos. A água da praia é mais rasa, perfeita para crianças. Muitos turistas aproveitam pra usar um pouco da areia para fins medicinais, e por isso também tem vários congressos da saúde que acontecem lá.

Skala Beach

Uma das mais longas praias de Cefalônia, com quase 3km. É uma das mais populares entre os turistas por possuir estrutura com guarda sol, cadeiras e restaurantes. 

Centro da cidadeArgostoli

Próximo a uma baía, cercada de montanhas, está a capital da ilha. Ao andar pelo bairro passará por um parque, a prefeitura e chegará em uma praça chamada Plateia Valianou  repleta de restaurantes e cafés ao redor. Durante o verão é cheio de turistas do mundo inteiro e por isso há diversas opções de comida para todos os gostos e nos mais variados preços.

Caminhe no calçadão beirando a água, chamado de Lithostroto Street, onde poderá visitar várias lojas boas.

Vilas ao redor de Cefalônia

Fiskardo

É um vilarejo de pescadores que se transformou em lugar super badalado. Em meio as casinhas coloridas há alguns cafés, restaurantes e lojas de souvenir. Ao olhar para o porto, lá é encontro de várias embarcações luxuosas vindas de várias partes do mundo. O clima é super descontraído e gostoso, inclusive a noite pra quem tiver a oportunidade de conhecer.

Agia Efimia

Uma vila de pescadores no lado leste da ilha. Lá tem várias igrejas bonitinhas, restos de fortaleza e outras construções incríveis, como os prédios venezianos.

Assos

É um pequeno vilarejo de apenas 100 habitantes. Lá tem um castelo que data o ano 1.500, usado durante a época de combate a pirataria na região.

fonte: kefaloniaisland.org

Passeio de barco para Ithaca ou Zante

Uma das vantagens na localização de Cefalônia é a proximidade com outras ilhas maravilhosas. São dezenas de opções de passeio de barco, mas os mais populares são para Ithaca ou Zante.

O passeio passa por praias desertas, com altas falésias, iguais as que vemos em filmes. Em Zante há também grande chance de ver tartarugas marinhas.

Praia de Zante -holidaytracker.nu

Como planejar a viagem

Como ir

De avião: A ilha tem um aeroporto internacional Kefalonia Island International Airport , que fica a 10km da capital Argostoli. O único voo doméstico é de/para Atenas, que tem voos diários com duração de 1hr.  Mas durante a alta temporada de verão, também tem voos diretos das principais cidades européias. O meu por exemplo, foi direto de Copenhague.

De ferry: Há quatro portos na ilha que recebe ferry vindos das ilhas ao redor, sendo uma delas Zakynthos, outro destino super popular na Grécia.

De ônibus: tem ônibus saindo de Atenas, via Sami e dura em média 7 hrs.

Onde ficar

Como eu programei minha viagem com uma agência de turismo da Dinamarca, fiquei em um resort parceiro da agência. Mas a verdade é que não faltam boas opções! Só de olhar o site do booking, dá pra ter uma noção. Quanto a localização do hotel, não importa tanto porque cada passeio está em um lugar diferente da ilha e você terá que alugar um carro ou pagar pelos passeios buscam no hotel.

Mediterranee

A localização deste é maravilhosa. Próximo do aeroporto (7km), Próximo do centro (2km) e só descer as escadas da piscina, já cai na praia do Lassi. O hotel não é tão caro e a estrutura é maravilhosa. Os quartos são espaçosos, limpos e arrumados diariamente pela manhã.

No café da manhã tem bastante opções, mas o melhor era o iogurte grego que eles mesmo fazem.

As cadeiras da piscina são bem disputadas, pois o espaço é reduzido. Em alta temporada é bom acordar cedo se quiser pegar um lugar bom!rs

Como se locomover

A melhor solução é alugar um carro. Dá pra alugar carro pela internet mas a maioria dos hotéis também oferecem o serviço.

Se você dirige moto também é uma opção fácil e barata. Foi a primeira vez que nós alugamos uma em viagem. Pra falar a verdade era mais uma escooter, andava no máximo a 40km/h por causa das subidas da ilha, mas o trânsito é tão tranquilo que dá segurança para dirigir. Na Tailândia por exemplo não tivemos coragem. O valor para as motos varia de 15 a 30 euros por dia dependendo do modelo.

Esse foi um dos destino que mais amei conhecer!!! Como fui em setembro e já tinha passado a baixa temporada consegui preços melhores para estadia e passagem. Pesquise bem os preços e não deixe de conhecer essa ilha porque é muito linda.

Aproveite e me deixe um comentário 🙂

Juliana