Viajar pelo continente europeu é um dos grandes prazeres da minha vida. Comer também. Não é perfeito quando posso unir os dois e explorar os melhores destinos gastronômicos na Europa?

Toda região tem as suas próprias iguarias e tradições culinárias, mas alguns destinos em particular são verdadeiras delícias.

Uma pesquisa realizada pelo Booking esse ano revela que cerca de 40% dos viajantes brasileiros queriam fazer uma viagem gastronômica em 2018. Reuni cinco destinos na Europa que valem a pena por sua culinária, para aumentar o seu apetite e, quem sabe, te dar aquele empurrãozinho para já comprar sua passagem?

Especial Melhores Destinos da Europa: Urbanos | Aventura | Praia | Vilarejos | Culturais | Gastronômicos

 

Paris (França)

Ser considerada Patrimônio Imaterial da Humanidade pela Unesco já é motivo de sobra para provar a comida francesa – se for em Paris, melhor ainda! A profusão de ingredientes, sabores e receitas é espantosa, mas é também um desafio para os mais gulosos.

Portanto, quando estiver na Cidade Luz, dedique tempo e euros para experimentar carne de pato, foie gras e escargot. Vale se beneficiar também da variedade de crepes, croissants e queijos. E lembre-se de reservar espaço para os doces! É impossível resistir às vitrines açucaradas das pâtisseries.

O escargot, caracol com molho de manteiga, alho e ervas, é uma tradicional iguaria francesa

RC, CC BY-NC-ND 2.0

No nosso guia gastronômico de Paris, explicamos os diferentes tipos de restaurantes, listamos todos os pratos que você não pode deixar de experimentar e ainda recomendamos ótimos estabelecimentos da cidade.

 

Porto (Portugal)

Quando o assunto é boa mesa, Portugal sempre faz parte da lista. O bacalhau e o pastelzinho de nata são os pratos mais conhecidos, mas a verdade é que cada região tem suas iguarias.

Entre os pratos típicos do Porto, a francesinha é o mais aclamado!

Associação de Turismo do Porto e Norte, CC BY-NC-ND 2.0

No Porto, segunda maior cidade do país, a culinária típica inclui a francesinha (pão com vários tipos de carne e queijo), tripas à moda do Porto (carnes e embutidos servidos com feijão branco) e bacalhau à Gomes de Sá (acompanhado de ovo, batata e azeitona).

Sem falar que você poderá beber um vinho do Porto em… Porto!

 

Bolonha (Itália)

Não é à toa que a culinária italiana é uma das mais difundidas do mundo, afinal, quem resiste a pizza, lasanha ou risoto? Se esses são pratos que você encontra de norte a sul, é em Bolonha que se tem a chance de provar algumas iguarias mais específicas. Por algum motivo, a cidade ganhou o apelido de la grasa (a gorda)…

De onde você acha que vem o molho bolonhesa?

Stu Spivack, CC BY-NC-ND 2.0

De onde você acha que vem o molho bolonhesa? Aqui chamado de ragù (ragù a bolognese, nos restaurantes mais turísticos), ele é servido sempre com tagliatelle ou numa deliciosa lasagne.

Outro ingrediente que dispensa apresentações é a mortadela, que em Bolonha de barato não tem nada. Muito pelo contrário, é considerado um dos produtos mais nobres da região.

Está liberado voltar aos pedidos mais comuns se for para saborear um cappuccino ou um gelatto, certo!? Va bene!

 

Bruxelas (Bélgica)

Talvez você não saiba, mas uma unanimidade mundial gastronômica nasceu na Bélgica. Sabe qual é? A batata frita! Por aqui, a iguaria é servida com vários molhos de acompanhamento – um melhor que o outro. Vai ser preciso vir para Bruxelas para experimentá-los in loco e decidir qual é o seu preferido.

Moules frites, mexilhão com batata frita

John Williams, CC BY-NC-ND 2.0

Você vai poder comprovar a excelência belga em pelo menos outros três quesitos: chocolate, cerveja e waffles. Reserve espaço para provar também os pratos típicos, como mexilhões e ensopados.

Aliás, moules frites, praticamente o prato nacional da Bélgica, nada mais é do que mexilhões com ela, a batata frita!

 

Istambul (Turquia)

Não bastasse toda a riqueza histórica, cultural e religiosa de Istambul, a cidade ainda tem algo mais a oferecer: a saborosa e barata culinária turca. Você deve provar da comida de rua aos pratos sofisticados, dos doces aos queijos, dos chás aos cafés.

Experimente kebab (qualquer carne assada em espetinhos), dolma (rolinhos de legumes recheados com arroz e especiarias), köfte (almôndega turca), pide (espécie de pizza turca) e baklava (doce feito de massa folhada com mel e pistache).

Condimentos e especiarias nos mercados de Istambul

Robin Zebrowski, CC BY-NC 2.0

Talvez a maior vivência gastronômica seja simplesmente andar pelo Gran Bazaar e pelo Mercado de Especiarias, absorvendo todas as cores, sabores e aromas desses grandes mercados. A imensa variedade de temperos, condimentos, sementes e frutas secas é alucinante.

 

Especial Melhores Destinos da Europa: Urbanos | Aventura | Praia | Vilarejos | Culturais | Gastronômicos

 

*Crédito da foto da capa: Casal Partiu, CC BY-SA 2.0

Planeje sua viagem com o MundoMio
Reserve seu hotel
Garanta seu seguro viagem
Alugue um carro
Garanta seu ingresso para atrações