Natal na Dinamarca é motivo para muitas celebrações. Os dinamarqueses amam essa ocasião e todo o mês de dezembro é dedicado a costumes populares e temas comemorativos. Todos os dias são comemorados, seja com comida, presentes ou festas.

Os julekalender são calendários de Natal, que já marcam o começo das celebrações no primeiro dia do mês. Os dois maiores canais da TV dinamarquesa, DR e TV2, apresentam séries de exatos 24 episódios — um para cada dia do mês até o Natal —, e também reprisam capítulos de programas mais antigos durante o dia. 

Um dos eventos mais esperados dessa época de fim de ano é o julefrokost, que significa “almoço de Natal”. O evento não corresponde a uma data ou tem um dia específico para acontecer. Na verdade, é como uma festa de encerramento de ano com colegas do trabalho, amigos ou familiares; geralmente as pessoas atendem a mais de um desses almoços. Como não poderia deixar de ser, a celebração é com muita comida típica dinamarquesa e snaps, uma bebida destilada feita a partir da batata que lembra a cachaça brasileira. Dizem que o julefrokost bom é aquele do qual não se lembra nada no dia seguinte!

Natal na Dinamarca: julefrokost em família

Julefrokost em família

 

Dia de Santa Lucia

Apesar das tradições relacionadas à data serem relativamente recentes na Dinamarca (importadas do país vizinho, a Suécia), o Dia de Santa Lucia, 13 de dezembro, tem um importante histórico nos países escandinavos. Antes da adoção do calendário gregoriano, o dia da santa costumava coincidir com o solstício de inverno, a noite mais longa do ano. Curiosamente, é uma das poucas festividades de origem religiosa ainda celebrada extensamente na Escandinávia.

Segundo a lenda, Lucia era uma mulher boa de família nobre, que se tornou uma mártir por suas crenças cristãs. Durante os dias mais escuros do ano, ela carregava velas em sua cabeça para que tivesse as mãos livres pra dar comida aos necessitados. Dessa forma, sua imagem ficou atrelada a uma mulher que trazia luz nos dias de escuridão.

Hoje em dia, é uma data especial no calendário escolar. As crianças se vestem de branco e caminham pela escola, asilos ou hospitais cantando os hinos de Santa Lucia e entretendo as pessoas. Para o resto do país pode não ter a mesma dimensão, mas algumas pessoas acendem velas na janela na noite anterior ao dia 13.

Natal na Dinamarca: Dia de Santa Lucia

Jovem escolhida para representar a santa

 

Pakkekalender

Uma das tradições mais legais envolve ganhar 24 pequenos presentes, um para cada dia do mês até a noite de Natal. A lembrancinha pode ser chocolate, bala ou brinquedos. As crianças adoram!

Porém, não são somente as crianças que ganham o pakkekalender! Adultos também têm direito ao presente, e podem ganhar chocolates, chás, cervejas ou cosméticos (já imaginou ganhar um batom por dia?). 

Natal na Dinamarca: pakkekalendar

Meu primeiro calendário de presentes na Dinamarca, em 2014

 

Kalender Lys

A tradição natalina dinamarquesa também envolve uma vela, com 24 marquinhas correspondentes a cada dia do mês. Todos os dias, pela manhã, faz parte do ritual acender a vela na mesa de café da manhã e deixar queimar um pouquinho. Desse modo, se faz uma contagem regressiva para o Natal.

Natal na Dinamarca: Kalender Lys, a vela de 24 dias

Também é comum fazer guirlandas com quatro velas, para acender uma em cada domingo do Advento. Essa época, celebrada nos quatro domingos que antecedem o Natal, é para os cristãos um tempo de preparação e expectativa pelo nascimento de Jesus Cristo.

Uma pequena curiosidade é que na Dinamarca, ao contrário do Brasil, onde os enfeites costumam ser artificiais, é bastante comum as pessoas decorarem suas próprias guirlandas. Os materiais mais usuais são galhos achados nos parques e florestas, frutinhas vermelhas, laços vermelhos e velas brancas.

 

Véspera de Natal

Como no nosso país, o Natal propriamente começa a ser comemorado na véspera, no dia 24 de dezembro. Uma das maiores tradições é ter a sala das casas adornada e embelezada para a ocasião. O ambiente é similar ao que estamos acostumados: um árvore de natal decorada, aos pés da qual são colocados os presentes, presença massiva de tons de vermelho, verde e branco e enfeites divertidos.

Uma diferença interessante é que na Dinamarca todas as árvores são verdadeiras e naturais. Por isso mesmo, nunca são simétricas. Em sua decoração, podemos encontrar bandeiras, bolas, pingentes, adornos feito à mão e pequenas velas, que são tradicionalmente acesas durante a ceia de natal. 

Durante o dia, alguns dinamarqueses também vão à igreja para assistir ao coral. Como expliquei no artigo sobre a Dinamarca, este hábito não se trata tanto de uma questão religiosa, mas sim de uma tradição para curtir o clima de celebração e “hygge” (termo usado pelos dinamarqueses para caracterizar momentos de aconchego, felicidade e paz, seja sozinho ou na companhia de pessoas queridas).

Natal na Dinamarca: ritual de acender as velas da árvore de Natal

Acendendo as luzes da árvore de Natal

 

Ceia

Essa é a parte boa! Eu sou uma grande fã da culinária dinamarquesa e posso dizer que a comida de Natal, em especial, é simplesmente  M A R A V I L H O S A!

Porém, como tudo que é bom, dá trabalho… Fazer o banquete da ceia pode levar horas ou até mesmo dias! O que é servido? Basicamente, pato assado com ameixas secas e/ou carne de porco, batata doce caramelizada e batata normal, beterraba, geleia de cranberry e pêra, entre outros. Pelo menos são essas as delícias tradicionais na minha família. 

Natal na Dinamarca: as delícias da ceia

A sobremesa fica por conta do risalamande (um pudim de arroz com creme de leite batido, açúcar, baunilha e pedaços de amêndoas). Não é tão doce para os padrões brasileiros, mas ainda sim muito gostoso, principalmente ao comer com caldinha de cereja por cima.

Existe também uma tradição relacionada a essa sobremesa: uma amêndoa inteira é escondida no meio do doce e a pessoa que a achar ganha um mandelgave, um presentinho que costuma ser um doce feito de marzipã.

 

Dança em volta da árvore

Para nós, brasileiros, pode parecer incomum dançar ao redor da árvore, mas na verdade é bacana ver como essa tradição foi mantida em alguns países, mesmo com o passar dos anos. Mesmo que não sejam todas as famílias que seguem esse ritual.

Podemos considerar que a dança é mais um caminhar ao redor da árvore. As pessoas cantam músicas seguindo o livreto Julens Sange e a melodia é tocada por um CD ou DVD, a não ser que você tenha um músico na família para tocar o piano.

Natal na Dinamarca: ritual de dança ao redor da árvore

Foto: Tv2

 

Presentes

Cada família tem a sua própria maneira de conduzir essa parte da noite. Na minha, por exemplo, após as músicas, uma única pessoa é eleita para recolher os presentes embaixo da árvore e fazer as entregas correspondentes. Enquanto isso, a pessoa que recebeu o abre e as outras acompanham.

Depois que todos já abriram os seus presentes, você se senta mais uma vez a mesa para comer docinhos, café, frutas e um doce também popular no Natal, que parece um rocambole feito de chocolate com marzipã.

Natal na Dinamarca: o momento de entrega dos presentes

 

Dias 24, 25 e 26 de dezembro 

Esses dias são feriados e as lojas e atrações turísticas estarão fechadas. Pra quem quiser comprar presente de última hora, apenas algumas lojas na estação central permanecem abertas.

Na Dinamarca, as crianças acreditam que o presente é trazido pelo Julemand, o Papai Noel, que vive na Groelândia e, com a ajuda de seus  duendes nisse, prepara os presentes e viaja pelo mundo para entrega-los.

Em dinamarquês, essas datas são nomeadas da seguinte forma:

24 – juleaften = Noite de Natal
25 – første juledag = Primeiro dia de Natal
26 – anden juledag =  Segundo dia de Natal

 

E, não poderiamos esquecer…

Glædelig Jul! O famoso Feliz Natal”!

 

Essas foram algumas curiosidades das celebrações na Dinamarca. E você, como comemora o seu Natal?

Beijos, Ju