Localizada sobre um grande arquipélago na costa leste da Suécia, a capital Estocolmo é conhecida pela preservação de seus bens culturais e por seu planejamento urbano exemplar. A região central, formada por 14 ilhas, é banhada pelas águas do Mar Báltico e entrecortada por um dos maiores lagos do país, o Lago Malar.

Estocolmo é uma cidade de beleza incontestável. Mais de um terço de seu território é formado por parques e áreas verdes, fazendo deste um excelente destino para curtir ao ar livre. Principalmente no verão, quando são mais de 18 horas de luz diária.

Além disso, é um destino super seguro e que pode ser facilmente percorrido a pé, por suas pontes e túneis, ou mesmo a partir do eficiente sistema de transporte público.

Como já imaginado, o norte europeu não é um destino econômico, mas os atrativos de Estocolmo dificilmente desapontam seus viajantes.

Bom, aqui vão alguns lugares que você deve conhecer:

 

12 atrações principais de Estocolmo

A maioria das atrações são centrais e bem conectadas pelo transporte público. Para programar um bom roteiro de viagem, basta se familiarizar com a geografia da cidade, que se divide em ilhas, e assim, visitar as atrações mais próximas dentro de cada uma.

Para quem deseja visitar os museus, prédios oficiais e palácios e também fazer passeios de ônibus e barco, recomendo a aquisição do Stockholm pass, que garante a entrada em mais de 60 atrações. Informarei no roteiro abaixo quando uma atração aceitar o uso do cartão.

Para locomoção, vale a pena comprar o Travel card, que é o passe livre para transporte público e pode ser adquirido para 24h, 48h, 72h ou mais.

Você pode conferir os valores direto no site oficial do Stockholm pass e do travelcards.

E vamos ao que interessa: começar o roteiro já mergulhando na história da cidade.

 

Gamla Stan: centro velho de Estocolmo

Área mais antiga da cidade, e de grande relevância histórica para o país, esse é o berço de Estocolmo, que surgiu como um centro comercial em 1252.

As ruas labirínticas, muito bem conservadas, carregam características medievais nos pavimentos de pedras e nos becos estreitos e escondidos. A melhor forma de explorar o centro velho é caminhar sem rumo.

Para quem fala inglês, o Free Walking Tour é uma ótima forma de saber mais sobre a história, conhecer os prédios icônicos e também os locais menos turísticos.

Mas se você prefere explorar de forma independente, sugiro partir da estação de metrô Gamla Stan e seguir para um dos mais conhecidos cartõespostais da cidade, a praça Stortorget.

Essa praça, cujo nome significa, em sueco, a grande praça, é na realidade uma pequena área cercada por prédios coloridos, onde você encontra cafés e restaurantes.

Ande também pela Västerlånggatan, rua que cruza todo o bairro, cheia de lojas e ótima para garantir o souvenir. Ao caminhar por essa via, preste atenção na rua mais estreita do bairro, chamada Mårten Trotzigs Gränd.

Alguns dos prédios mais icônicos também estão espalhados por aqui:

  • Storkyrkan – Catedral de Estocolmo, e também a mais antiga igreja da cidade, tendo sido mencionada pela primeira vez em 1279.
  • Kungliga Slottet – Palácio Real, onde moram oficialmente o rei e sua família; aqui acontece diariamente a troca de guardas, cuja cerimônia dura 40min. Confira no site oficial os horários para cada época do ano.
  • StadshusetPrefeitura de Estocolmo e local da entrega do prêmio Nobel. A cerimônia oficial sempre acontece em dezembro.
  • E, o próprio Museu do prêmio Nobel, pelo nome de NobelMuseet.
  • RiksdagshusetSede do parlamento sueco e de seus 349 membros

Se você tiver interesse por moda e lojas de grandes marcas, ande pela rua Drottninggatan. Para experimentar comida sueca autêntica, vá até a rua Österlånggatan, onde está um dos restaurantes mais antigos da cidade, Gyldene Freden, aberto há mais de 300 anos.

 

Djurgården: ilha dos principais museus de Estocolmo

Nesta ilha estão os principais museus de Estocolmo, das mais variadas temáticas. Você encontra acervos dedicados a navios de guerra, como no Museu Vasa; à história escandinava, no Nordiska; à cultura e ao estilo de vida sueco ao longo dos séculos, no Skansen; e até mesmo à bandas de música pop, como no Museu ABBA.

 

Museu Vasa

Uma das principais atrações de Estocolmo, e que se tornou também uma das minhas atrações favoritas. Este museu traz a exposição da lendária embarcação Vasa, construída no século 17 para ser o maior navio de guerra da marinha sueca.

A ironia dessa história é que, após dois anos em construção, o barco naufragou no dia da sua inauguração, 20 minutos após a partida. Na ocasião, muitos tripulantes morreram, e o navio foi resgatado três séculos depois.

O museu está disposto em três andares, e eu recomendo que dedique pelo menos umas 3h de passeio. Com 95% da sua estrutura preservada, a embarcação tem uma riqueza de detalhes incrível.

  • Endereço: Galärvarvsvägen 14
  • Como chegar: pegue o trem até a estação de metrô Karlaplan e caminhe 1,2km até o museu ou pegue o ônibus 67 de Karlaplan até até a parada Nordiska Museet
  • Quanto custa: 130SEK | gratuito com o Stockholm pass
  • Site oficial

Dica: para melhor registrar a embarcação, tire fotos sem flash! A grossa camada de verniz que protege o navio pode estourar e deixar muito clara a imagem.

 

Museu Nordiska

Qualquer semelhança deste prédio com um castelo não é mera coincidência. O rei Artur Hazelius mandou construir a sede do museu com inspiração no estilo renascentista do palácio de Frederiksborg, na Dinamarca.

Por fora, uma linda obra arquitetônica de 1873, e por dentro, um rico acervo da história sueca entre documentos, jornais, cartas e mapas de navegação, desde a Idade Média até a Idade Contemporânea.

Além das obras, são exibidas também as vestimentas e acessórios que revelam a evolução do estilo de vida sueco com o passar dos anos.

  • Endereço: Djurgårdsvägen 6-16
  • Como chegar: pegar o ônibus 67, 69 ou 76, a partir da estação Karlaplan
  • Quanto custa: 140 SEk – gratuito com o Stockholm pass 
  • Site Oficial

 

Museu Skansen

Fundado pelo mesmo rei que idealizou a instituição anterior, Artur Hazelius, este museu foi construído a céu aberto e representa uma mini cidade. O foco está na arquitetura e no estilo de vida de várias partes da Suécia, em diferentes épocas.

Logo na entrada, a caracterização dos funcionários com roupas da época te levam a uma viagem no tempo. A arquitetura das casas e os acessórios são todos adaptados a cada período da história. Além disso, há uma espécie de zoológico que reúne animais típicos do norte europeu, como ursos, alces e lobos.

Durante o verão, o passeio é extremamente agradável. No inverno, quem tem coragem para enfrentar o frio, vai encontrar as lindas feiras de Natal, no mês de dezembro.

Principalmente se você estiver viajando com criança, é uma atração imperdível.

  • Endereço: Djurgårdsslätten 49-51
  • Quanto custa: 225SEK adultos/ 110SEK crianças entre 4 e 15 anos. Desconto de até 50% no inverno.  – Gratuito com o Stockholm pass
  • Site oficial

 

Parque de diversões Gröna Lund

Este parque é para Estocolmo o que o Tivoli é para Copenhague. E ainda tem uma vantagem adicional: Gröna Lund tem vista para o mar!

Com mais de 120 anos de história, este parque conserva o conceito antigo de um parque de diversões: barraca de pescaria, boca do palhaço e algodão doce. Mas algumas montanhas russas antigas dão um pouco de emoção ao passeio.

A melhor temporada para visitação é durante o verão, quando ocorrem também vários shows ao ar livre. Durante o inverno, vá bem agasalhado, porque além do frio, venta muito!

  • Endereço: Lilla Allmänna Gränd 9
  • Quanto custa: ingresso sem brinquedos incluídos 270 SEK – gratuito com o Stockholm pass
  • Site oficial

Dica: Não dá pra comprar o bilhete online, uma vez que o site só aceita cartão sueco, mas você pode comprar na hora tanto com a moeda local quanto em euro.

Museu ABBA

Famosa pelos maiores sucessos dos anos 70 e 80, a banda sueca ABBA, de estilo musical Glam Rock, é conhecida até os dias de hoje  por suas músicas extremamente cativantes, como Mamma Mia e Dancing Queen.

O quarteto Agnetha, Anni-Frid, Björn e Benny formaram a banda em 1972 e alcançaram a fama após um festival de música, dois anos depois. Hoje, já separados mais de 35 anos, possuem todo o material, discos, vestimentas e acessórios reunidos em um museu moderno e interativo.

  • Endereço: Djurgårdsvägen 68
  • Quanto custa: 250SEK – o bilhete não está incluído no Stockholm Pass.
  • Site oficial 

 

Museu Historiska

Motivo de orgulho para os suecos, a história do país é marcada por diversas descobertas vikings, batalhas e conquistas territoriais no norte da Europa.

Bom, se você tem o mínimo de interesse por esse tipo de história, o Museu Historiska possui o maior acervo de documentos vikings do mundo. Na sala do Ouro, por exemplo, os tesouros que eles juntaram na Era Pré Histórica e Idade Média, além de exibições de arte medieval.   

Eu, particularmente, tenho uma grande admiração pela história dos vikings. O interessante desse museu é abordar mais que a fama das guerras e conquistas territoriais, mas também mostrar o estilo de vida, como viviam como fazendeiros e caçadores.  

  • Endereço: Narvavägen 13–17
  • Quanto custa: gratuito
  • Site Oficial

Esse museu não fica propriamente na ilha de Djurgården, mas está super próximo. Só atravessar uma ponte para a ilha de Östermalm.

 

Södermalm: bairro cool de Estocolmo

Onde está o Museu fotografiska e onde há vários pontos para vista panorâmica da cidade.

 

Museu Fotografiska

Parte de uma rede de museus sobre fotografia, também encontrados em Londres e Nova York, a sede de Estocolmo conta com mais de 2.500m² e traz um total de 4 grandes exposições por ano.

A idéia do museu é enfatizar a arte através das lentes de fotógrafos renomados e outros ainda não tão conhecidos.

No prédio industrial em estilo Art Nouveau, que lembra uma antiga estação de trem, também são realizadas outras atividades, como cursos de fotografia. O espaço conta ainda com cafés, áreas para concerto e galerias.

Para quem gosta de experiências gastronômicas, o restaurante premiado do museu oferece jantares exclusivos com ingredientes escolhidos de acordo com a época do ano. Confira o menu.

  • Endereço: Stadsgårdshamnen 22
  • Quanto custa: 155SEK | menores de 12 anos grátis – Grátis também com o Stockholm pass 
  • Horário de funcionamento: domingo à segunda das 9h às 23h e de quinta a sábado das 09h às 01h
  • Site oficial

Dica: Visite o ponto Fjällgatan, próximo ao museu, para ver o pôr do sol e tirar fotos maravilhosas!

 

Passeio de Barco em Estocolmo

Para uma cidade formada por 14 ilhas e 57 pontes nada mais prazeroso do que fazer um tour geral por seus inúmeros canais.

Essa é uma ótima oportunidade para explorar as lindas vistas da cidade de Estocolmo por uma perspectiva diferente. A forma que mais compensa, na minha opinião, é comprar o Stockholm Pass. Assim, você pode usar, além do barco, o ônibus turístico para se locomover de um lugar para outro, intercalando os meios de transporte.

  • Quanto custa: passeios a partir de 198SEK (tabela de preços)
  • Site oficial para consulta de horários e pontos de partida
  • Tour gratuito pelo Stockholm pass com a empresa “Under the Brigde of Stockholm”

 

Arte nas estações de metrô

Pode parecer esquisita a idéia de incluir as estações de metrô no seu roteiro de passeio, mas a verdade é que muitas das estações da cidade são verdadeiras exposições de arte.

Durante o verão é possível participar gratuitamente de passeios promovidos pela SL Center (empresa que administra o metrô).

Se não quiser participar dos passeios, mas deseja conferir as diversas pinturas, texturas, formas, mosaicos, esculturas e tijolos diferentes, você pode visitar algumas das estações listadas abaixo:

  • Kungsträdgarden (linha azul) no sentido da saída Arsenalsgatan – obras de Ulrik Samuelson (1977)
  • T-Centralen (estação central) obras de Per Olof Ultvedt (1975)
  • Stadion – Obras de Enno Hallek e Åke Pallarp (1973) em homenagem às Olimpíadas de 1912 em Estocolmo

Os passeios guiados acontecem terça, quinta e sábado às 15hrs, entre os meses de junho e agosto. Para mais informações, consulte o site da SL Center.

 

Icebar em Estocolmo

Para quem ainda não conhece o conceito, Icebar é um local onde todas as paredes, balcões, cadeiras e copos são feitos de gelo. Isso mesmo, gelo!

É uma experiência diferente, na qual você recebe roupas e luvas especiais para se proteger do frio de -7ºC do interior do bar.

Este é um passeio que considero bônus, se você tiver espaço no orçamento e tempo pra matar. A entrada não é barata e, além disso, a visita dura apenas 15 min.

  • Endereço: Vasaplan 4
  • Quanto custa: se agendado com antecedência pela internet, custa cerca de 200SEK, e na hora, 215SEK. Neste valor, está incluso um pequeno drink.

 

Planeje sua viagem com o MundoMio
Reserve seu hotel
Garanta seu seguro viagem
Alugue um carro
Garanta seu ingresso para atrações