Hamburgo é a segunda maior cidade da Alemanha e está a beira do Rio Elba. Por isso também abriga um dos maiores portos da Europa, o Porto de Hamburgo, que é o segundo mais movimentado depois do Porto de Rotterdam.

A cidade é linda, super arborizada, com milhares de pontes e vários atrativos turísticos. Para mim, também é onde se encontram as melhores feiras de natal da Alemanha, onde visito todo ano com a minha família da Dinamarca (Detalhes abaixo no post).

Para você que deseja visitar Hamburgo, este post contém todas as dicas do que você precisa saber.

Informações práticas

  • Língua: alemão
  • Moeda: euro (€).
  • DDI: +49
  • Eletricidade: 230V /50 Hz
  • Visto: Brasileiros não necessitam de visto para turismo de até 90 dias, com passaporte válido.
  • Gorjeta: Não é obrigatória, mas, se o serviço for bom, é apropriado deixar de 5 à 10% do valor da conta diretamente para o garçom (e não na mesa).

Quanto tempo ficar

Um final de semana pode ser suficiente para conhecer os principais pontos de Hamburgo, mas, para quem deseja curtir com calma e fazer alguns passeios diferentes, o ideal é ficar pelo menos quatro dias.

Como se locomover

Transporte público (Trem, ônibus e metrô) funciona super bem!  E pode ser melhor do que alugar um carro (é bem difícil estacionar no centro da cidade). Os tickets unitários custam 3,20 euros.

Bicicletas
O aluguel de bicicletas pode ser feito pela StadtRad Bicycle, por exemplo. Os valores variam de acordo com o uso, mas não passam de 12 euros (em torno de 45 reais por dia).

Uber

Funciona super bem! O preço é muito mais em conta do que andar de táxi.

Hamburg Card

Vendido em aeroportos, pontos de informações turísticas e até pela internet, este cartão além de dar direito a transportes gratuitos (incluindo o ferry), dá descontos de até 50% em museus, restaurantes e cafés.. vale super a pena! 

Os valores começam a partir de 10,50 EUR. Confira os valores e compre pelo site oficial.

Onde se hospedar

A melhor opção é ficar pelo centro da cidade, mas caso não ache algo dentro do seu orçamento, não desanime! Hotéis próximos das estações de trem/metrô também facilitam muito o acesso aos principais pontos de Hamburgo.

Já me hospedei nestes dois hotéis em Hamburgo e recomendo. Para mais opções, consulte o site do booking.com

Ameron Hotel

A localização desse hotel é perfeita. Ele fica no HafenCity, que é ponto de interesse na cidade e está 800m a pé do centro. O preço não é dos mais acessíveis, mas, sem dúvida é um lugar que oferece serviço diferenciado.

A hospedagem inclui livre acesso à academia, spa, recreação e conta com quartos muito aconchegantes e bem decorados.

Quanto aos comes e bebes, os restaurantes e bares do hotel são uma excelente opção antes de sair/ao chegar de um passeio. O salão onde fica o buffet do café da manhã não é muito grande, no entanto, possui uma grande variedade de comidas, principalmente de pães (e os pães alemães são simplesmente maravilhosos!).

Dos pontos turísticos próximos eu destaco os seguintes:

  • Menos de 500m: Miniatur Wunderland, Speicherstadt, HafenCity Hamburg, Warehouse district museum, St. Katharinen Church
  • De 1 a 2 km de distância: Estação Central de Hamburgo, Mercado do Peixe de Hamburgo, Mönckebergstraße, Jungfernstieg, Lago de Inner Alster, Reeperbahn

Barceló Hotel

Este hotel faz parte de uma rede de hotéis, da qual já havia experimentado anteriormente.

Sua localização é excelente e nas redondezas encontram-se vários comércios, restaurantes e inclusive, o lago Inner Alster. Dá pra fazer tudo a pé!
Sem contar que, a estrutura e serviços do hotel são admiráveis! O quarto que pegamos também era super moderno, com decoração super clean.

Pontos turísticos próximos:

  • Menos de 1km :Hamburger Kunsthalle, Lago de Inner Alster, Mönckebergstraße – rua comercial, Jungfernstieg, Speicherstadt.
  • Menos de 2 km: HafenCity Hamburg, Cais de St. Pauli
  • Mercado do Peixe de Hamburgo (4km)

O que fazer

Os pontos turísticos de Hamburgo incluem passeios históricos, desde museus, até igrejas. Além disso, é possível vivenciar experiências culturais relacionadas à músicas e natureza.

Alguns dos pontos que você não pode deixar de visitar, incluem:

Ware House District – Speicherstadt

O distrito histórico de armazéns de Hamburgo possui ruas estreitas e calçadas de pedras. É possível encontrar lugares que vendem seda, tapetes orientais e comércios que datam mais de 100 anos! Podemos dizer que, pra quem admira arquitetura e história, será um roteiro inesquecível!

Em minha última ida a Hamburgo, fiquei hospedada em um hotel nessa área (Amaro Hotel, que descrevi acima). Considero uma ótima escolha por estar próximo ao centro e ter uma vista privilegiada para a água!

Museu Miniatura – Miniatur Wunderland

Um dos lugares que mais me impressionou em Hamburgo. Pra começar, o prédio do museu é enorme e o fato de poder agendar o passeio online facilita muito para evitar filas e confusão.

Pra quem carrega mochilas ou outros objetos, há a possibilidade de alugar um armário com cadeado logo na entrada.

O mais interessante de tudo, é que você não precisa ser criança para curtir cada detalhe! O espaço possui mais de 13km de mini estradas; o maior modelo ferroviário do mundo, embarcações em movimento no oceano e um aeroporto em funcionamento, com aeronaves decolando a cada 5 ou 10 min (dá até pra ver os aviões manobrando na pista!). Simplesmente incrível!

Há uma sala de controle, onde é possível ver funcionários trabalhando e supervisionando cada parte do museu. Eles também ajustam a luz ambiente, para simular a noite e o dia. Quando esta noite, as luzes da cidade ficam todas acesas e é ainda mais bonito!

Os melhores horários para aproveitar as atrações com calma, são logo no horário de abertura ou final de tarde. As demais horas costumam ser bem lotadas.

Um conselho? Reserve algumas horas do dia para o passeio, não conheça correndo! Eu e minha família ficamos em média três horas e parece que ainda foi pouco.

O valor sai por menos de 15 euros (menos de 60 reais) por adulto e com toda certeza vale cada centavo!

Musical Hall – Elbphilharmonie Concert Hall 

Popularmente chamado de “Elphi”, o prédio em si já uma atração! Não há como andar pela cidade e não notar essa obra de arte.

A metade da construção (parte de baixo) possui fachada feita de tijolos e foi feita em 1966. A outra metade (parte de cima), tem a fachada coberta por vidros azulados e borda exterior em formato de ondas.

Um diferencial bem significativo do prédio, é que oferece uma ótima estrutura para pessoas com dificuldades de locomoção, além de ser viável poder reservar um espaço para cadeirantes, com direito a um acompanhante.

A casa de concertos é famosa por ter a maior e mais avançada tecnologia acústica do mundo. Já imaginou ver um concerto nesse lugar?

A programação musical pode ser acompanhada pelo site e a entrada é gratuita para quem desejar apenas conhecer o prédio.

Como chegar: A estação de metrô mais próxima chama Baumwall, na linha U3. Está a 450m de distância.
Com o ônibus 111, descer no ponto  Kaiserkai (Elbphilharmonie), apenas 150m de distância do local.

City Hall – Rathaus

Dá pra acreditar que aqui encontra-se a sede da prefeitura da cidade? O prédio chega a impressionar com sua arquitetura neo-renascentista!  
Com uma torre de 112m e mais de 647 salas (quase o mesmo tamanho que o Palácio de Buckingham, em Londres, com 775), a construção conta com um corredor de acesso público e permite visitar o jardim gratuitamente.
Para quem deseja conhecer o interior do prédio, é necessário pagar uma visita guiada.

Em frente a prefeitura é a Rathausmarkt, um espaço usado para eventos e festivais, como as feiras de natal em dezembro.

Lago Alster

É o segundo mais importante lago de Hamburgo. Dividido em duas partes, Upper Course e Lower Course, o Alster chega a ter 56km de extensão.

A parte Upper Course (“curso alto” ao pé da letra) tem origem no norte da cidade e segue um percurso de 25km até o interior de Hamburgo. É comum as pessoas utilizarem essa parte para andar de caiaque e canoa. Já na costa do rio, muitos moradores e turistas aproveitam o verão para fazer caminhadas.

O Lower Course (“curso baixo”) está bem no centro de Hamburgo, complementando o visual da cidade junto com as fachadas de lojas de luxo ao entorno.

No inverno, uma grande árvore de Natal é colocada bem no meio do lago. Quando congelada, algumas pessoas aproveitam para esquiar no lago congelado.

Distrito Vermelho – Reeperbahn

Um dos maiores distritos de luz vermelha (bairros onde há muitas casas noturnas dedicadas ao público masculino) da Europa. Porém, em Hamburgo também existe uma área com diversos restaurantes e bares comuns.

O melhor horário pra visitar Reeperbahn, é a partir das 20hrs, mas, em algumas ruas é aconselhado que nós, mulheres, não visitemos. Por tratar-se de um lugar assim, é sempre bom “sentir” o ambiente antes de se aventurar!

A entrada nas casas noturnas custa em média 30 euros, ou, em alguns casos, são gratuitas e se paga somente pelas bebidas que for consumir (mesmo assim chegam a ser mais caras que em um bar normal).

Duas ruas famosas, Herbertstraße e Davidstraße, estão próximas às estações Reeperbahn ou St. Pauli.

Endereço: Próximo as estações Reeperbahn ou St. Pauli.

Mercado de peixe de St. Pauli – Fischmarkt

Por ter um horário de funcionamento restrito, apenas nas manhãs de domingo, alguns visitantes perdem a oportunidade de conhecer esse mercado.

Os horários reduzidos também resultam em um grande número de pessoas. Durante o verão, o local fica aberto das 5am às 9:30am, e no inverno, das 7am às 9:30am.

Nesta área, vende-se os produtos mais frescos e exóticos de Hamburgo; como os peixes, frutas, flores e chás. O local em si, já é um bom passeio, principalmente por ser gratuíto! Eu recomendaria, sem dúvida, para aqueles que adoram beliscar bons aperitivos!

Endereço: Sankt Pauli Fischmarkt, Große Elbstraße 9, em St. Pauli, próximo à estação Reeperbahn.

Passeio de Barco / Andar pelo porto

Por ser uma cidade portuária, o passeio de barco é essencial! Através do programa, os visitantes podem ter uma ideia do quão grande e maravilhosa é a engenharia, estrutura e produtividade de Hamburgo.

Os guias são preparados para fazer a narrativa, em inglês ou alemão, e explicam direitinho sobre os projetos de construção e modernização do porto e região.

Ps: Mesmo pra quem não entende fluentemente estes idiomas, o passeio é bem prazeroso, devido o visual incrível dos grandes cargueiros!

O programa dura em média uma hora e custa em torno de 18 euros, porém, quem quiser economizar, há a possibilidade de andar apenas de ferry. Não é um passeio completo, mas dá pra conhecer o porto com um valor bem inferior (a passagem simples custa por volta de 3 euros ou gratuítos com o Hamburg Card).

Uma das formas de fazer o passeio, é pelo barco turístico que sai da rua St. Pauli – Landungsbrücken, através das pontes 2 e 6.

Túnel Subterrâneo do Elba

O túnel subterrâneo do Elba já tem mais de 100 anos e foi inaugurado em 1911. Seu trajeto tem 300m e pode ser atravessado a pé ou de carro.

Igreja de St. Michaels  – St. Michaelis Kirche

Esta igreja, de estilo barroco, é um dos marcos arquitetônicos da cidade. Seu espaço interno acomoda mais de três mil pessoas e sua decoração é toda feita com branco e dourado.

Do topo espiral da igreja, é possível ter uma vista panorâmica da cidade e do porto. O passeio custa 5 euros.

Shopping

Mönckebergstrasse

Próximo a Rathaus, no centro da cidade. Uma rua cheia de lojas dos mais variados produtos e para todos os bolsos.

Durante a época de Natal

Alsterhaus

Uma loja de departamento com 5 andares de puro luxo. A decoração do interior é charmosa e você encontra desde frutas exóticas e tapetes orientais até coleções de moda francesa.

No quarto andar tem um restaurante com vista pra o Alster.

Em frente ao Lado Alster, prédio de telhado verde.

Neuer Wall 

Onde estão as lojas de maior prestígio da cidade.

A rua tem 600m e você irá encontrar lojas de designers como Gucci e Louis Vitton, jóias na Frey Wille e também a loja Unger, que expõe coloções de centenas de designers em um único espaço.

Passage Europe

Também no centro da cidade, é um shopping de 4 andares com uma grande variedade de lojas, mas nesse caso, mais acessíveis.

Flohschanze market

Quem gosta de mercado de rua, antiguidade e arte, esse é um ótimo lugar para se perder e admirar diversos tipos diferentes de objetos vintages, roupas, prataria, louças de cristal e mais uma infinidade de coisas. Os itens começam a ser vendido a partir de €1 e é proibido vender coisas novas, então as preciosidades achadas nesse mercado são infinitas.

Endereço: Neuer Kamp Strasse, 30. Sábado das 8am às 4pm. 

hamburg.de

Planten Un Blomen

A fuga para uma área verde na grande cidade. Aqui está o maior jardim japonês da Europa, mas também dá pra visitar o jardim botânico. Durante a temporada de verão, algumas atividades extras podem ser encontradas, como festival de luzes, teatro ou shows.

hamburg.de

Tour dos Beatles

Completamente inesperado para quem visita Hamburgo é esse tour pela história dos beatles. Muitos fãs de música aproveitam a ida à metropole para conhecer os lugares onde eles tocaram e lançaram muitos de seus sucessos. O passeio é guiado por algum morador da região que acompanhou a carreira da banda.

Um dos lugares por onde passamos foi o Star-Club, que pode ser reconhecido na capa dos albuns.

Inverno em Hamburgo 

Quando chega o inverno na Europa, começam a se espalhar pelas grandes cidades as famosas feiras de natal. Em Hamburgo não é diferente, todos os anos as pessoas viajam de longe para curtir essa temporada de frio com muita comida boa e vinho quente.

O frio pode assustar muitos turistas, mas sem dúvida essa é uma época maravilhosa para passear também. Nas principais praças e ruas são montadas barracas que vendem os mais variados produtos desde artesanato, acessórios, brinquedos, roupas, comidas e bebidas.

Os principais mercados de rua nessa época:

Rathausmarkt  (City Hall Square)

Também chamado de “Weihnachtsmarkt”. Esta feira está no centro da cidade, em frente ao prédio da prefeitura. As barracas são montadas com estrutura de madeira e a decoração é feita com luzes e ornamentos.

As mercadorias vendidas são sempre artenasais. Você encontrará, por exemplo, peças feitas em madeira e vidro, velas de produção caseira feitas com cera de abelha, luminárias, roupas e jóias.

Nessa época do ano, o número de turistas aumenta e é comum ficarmos assustados quando vemos o mar de gente. Mas apesar disso, os comerciantes são bem preparados para suprir a demanda e a qualidade do atendimento é bom.

A maior desvantagem das feiras, no geral, é não ter lugar para sentar. Por isso, vá com roupa confortável e com bastante disposição.

Como sugestão do que comer, eu sugiro experimentar o Schmalzkuchen. 

Jungfernstieg – Weiberzauber

Um dos mercados mais lindos, por ser ter a vista do lago Alster. Este mercado é diferente dos outros em sua decoração. Ao invés das casinhas de madeira, os comércios ficam em tendas brancas e a decoração é feita com luzes das cores prata, azul e dourada. Tudo muito lindo !

Existem também alguns tipos de comida diferente nessa feira, como hot dogs e waffles.

Quem quiser curtir uma vista panorâmica, há também a roda gigante. Não é muito alta, mas dá pra tirar boas fotos e ter uma vista do mercado.

 

Santa Pauli

Este mercado fica no distrito da luz vermelha e tem um ambiente diferente, talvez mais animado, por ter música ao vivo. Se estiver procurando por souvenir, espere encontrar por aqui.

Nessa área também tem um espaço com fogueira, onde as pessoas param entre um passeio e outro para se aquecer e descansar.

Gänsemarkt

Esse lugar é muito interessante porque as cabanas são feitas de gingerbread, que é um biscoito aromático delicioso !

Nesse mercado você encontrará algumas especialidades desde lombo até biscoitos de gengibre. A decoração de natal é mais romântica.

Winter Pride 

Próximo a estação central, a novidade entre os mercados de natal é esse organizado pela comunidade LGBTQ. Lá, ao invés de sons natalinos, o espaço é comandado por Dj’s e o clima é super descontraído.

Überseequartier

Na região do HafenCity (que comentei acima no texto), este mercado tem pista de patinação. Além disso, as pessoas podem participar em brincadeiras para ganhar presentes dos comerciantes locais. O melhor horário para visita é depois das 18hrs.

Não esqueça que ao visitar Hamburgo na época de natal, parte da experiência é experimentar os pratos locais e tomar vinho quente!

Onde comer e beber

Algumas sugestões de lugares bons para comer em Hambrugo:

  • Brachmann’s Galeron 
  • Barbarabar
    • Em Reeperbahn há também diversos outros bares, música ao vivo e balada.
  • BistrOcean (Para frutos do mar)
  • Clockers para cocktail
  • The chug Club (St.Pauli)
  • Walrus (St.Pauli)

Esse guia completo da cidade foi feito com muita dedicação, espero que tenham gostado e aproveitem ao máximo a segunda maior cidade alemã sem perder nenhum atrativo.

Deixe sua opinião nos comentários 🙂

Juliana