Foi-se o tempo em que era preciso comprar um pacote de viagem para conhecer qualquer destino. Desde que a internet chegou para facilitar a nossa vida, planejar uma viagem por conta própria se tornou uma possibilidade em potencial. E quando o quesito é economia, ninguém melhor do que você mesmo para decidir onde cortar despesas, certo?

Mas veja bem, embora muitos destinos possam ser visitados com um planejamento simples, existem outros tantos em que roteiro e reservas feitas por uma agência especializada fazem toda diferença. Em alguns casos, inclusive, são a única possibilidade. Portanto, nada de “demonizar” o pacote de viagem antes da hora! O mais sensato é entender as vantagens e desvantagens dos dois modos e verificar qual se adequa a sua situação.

Nesse post explico de forma resumida o funcionamento, as principais vantagens e o perfil de viajante dos que optam pelo pacote de viagem e dos que preferem planejar por conta própria.

 

Como funciona o pacote de viagem?

O pacote de viagem nada é mais do que a compra, de modo simplificado e associado, das passagens aéreas e das diárias do hotel em uma agência especializada. Em muitos casos, inclui também os passeios a serem realizados no destino e o traslado entre o aeroporto e o local de hospedagem. Comodidade é a palavra-chave.

Nas excursões, o grau mais elevado das viagens planejadas, tudo é pensado e organizado pra você. Um guia de turismo conduz o itinerário durante todo o tempo, a visita às atrações de interesse já está programada, o local das refeições previamente decidido e mesmo os momentos de agenda livre, anteriormente já decididos.

 

Quais as vantagens do pacote de viagem?

Sem dúvidas, a vantagem número um é não precisar se preocupar. Ao contar com a ajuda do consultor de viagens, você fica tranquilo sobre o melhor horário do voo e a qualidade do hotel. Aliás, a parceria das agências com as companhias aéreas e certas redes hoteleiras pode garantir preços mais baixos em destinos populares entre o público brasileiro.

No entanto, muitas vezes o custo do pacote de viagem não é mais barato do que a viagem planejada por conta – até porque existem vários funcionários assalariados por trás desse processo, certo?! Nesse caso, a vantagem é outra: poder parcelar. Agências maiores chegam a oferecer parcelamento em até 10x sem juros, contribuindo para que a viagem caiba no orçamento.

Se você tem disponibilidade para viajar somente em períodos concorridos, como Natal, Réveillon, Carnaval e férias de julho, é provável que os pacotes de viagem ou mesmo as excursões sejam a possibilidade mais em conta. Justamente em função daquelas parcerias com hotéis e companhias aéreas, os valores talvez não sejam tão exorbitantes como seriam num planejamento por conta própria. Até porque as agências reservam antecipadamente boa parte das vagas, na expectativa de vender seus pacotes nessas datas disputadas.

 

Quais destinos combinam mais com pacote de viagem?

Se você procurar uma agência de viagem, a visita a qualquer destino poderá perfeitamente ser roteirizado e planejado. Porém, é claro que existem lugares mais convenientes para utilizar essa modalidade, a começar pelos destinos tradicionais. Saberia dizer quais são? Podemos citar rapidamente Buenos Aires, Miami, Orlando, qualquer destino no Caribe e qualquer capital no Nordeste.

É conveniente contar com a assistência de profissionais quando se trata de destinos de aventura ou de ecoturismo. Pode ser difícil encontrar informações qualificadas na internet ou mesmo reservar previamente hospedagem e passeios nesses lugares. Na verdade, em certos casos extremos, viajar com tudo esquematizado e com acompanhamento de guia é até mesmo a opção mais segura. No Jalapão, no interior do Tocantins, e nas chapadas brasileiras, é assim.

Pode ser difícil organizar por conta um roteiro temático, como nos casos em que o foco é, por exemplo, gastronomia, arquitetura, tecnologia, entre outros. Se o intuito for viajar para destinos exóticos, como são considerados Marrocos, Índia, Egito ou Irã, aconselhamento profissional também pode ser válido. Exceto no caso de você ter muito conhecimento nos assuntos ou ser craque no planejamento de viagens, o mais indicado é optar por um pacote ou uma excursão.

 

Perfil do viajante de pacote de viagem

  • Não possui muita experiência de viagem;
  • Prefere a comodidade de alguém planejar seu roteiro;
  • Não fala inglês e se sente inibido a planejar e/ou viajar sem domínio do idioma;
  • Tem disponibilidade para viajar somente em datas concorridas;
  • Vê a possibilidade de parcelar a viagem como um diferencial;
  • Viaja para destinos tradicionais ou para destinos de aventura e ecoturismo.

 

Como funciona o planejamento da viagem por conta própria?

Ao escolher planejar a viagem por conta própria você pesquisa, simula e compra tudo que envolve conhecer um novo lugar. Comprar passagens aéreas, encontrar o hotel de melhor custo-benefício e descobrir o que fazer no destino são trâmites pré-viagem que cabem só a você. Autonomia é a palavra-chave.

É claro que ter condições para passar por todas as etapas do planejamento exige certa familiaridade com recursos da internet e, muito possivelmente, um conhecimento mínimo de inglês, dada a necessidade de buscar informações e de realizar compras em sites de outros países. Se você não domina esse idioma e ainda sim quer planejar as próximas aventuras internacionais, pode ser uma boa ideia organizar uma viagem para Portugal; tudo familiar, 100% em português.

Eu diria que é necessária alguma experiência de viagem prévia para poder começar a organizá-las sem ajuda, já que ter consciência sobre o seu perfil de viajante é que algo que só se adquire… viajando! Apenas dessa forma será possível entender que tipo de destino combina mais com você e com seu orçamento.

 

Quais as vantagens de planejar a viagem por conta própria?

Se você chegou até o MundoMio e até esse post, provavelmente seja porque tem interesse em entender mais do universo de viagens. A propósito, ampliar seu conhecimento, não só sobre questões práticas do planejamento, mas também sobre informações histórico-culturais dos destinos, é a vantagem mais enriquecedora de todas.

Para a maioria dos viajantes, especialmente aqueles que viajam com orçamento reduzido, a vantagem principal é poder economizar e viajar mais. Duvida? Bem, essa possibilidade pode começar já na hora de voar com milhas aéreas acumuladas no seu programa de fidelidade. Sem contar a possibilidade de viajar em companhias aéreas low cost, o que dificilmente seria cogitado nos pacotes.

Escolher onde se hospedar pode ser tão trabalhoso quanto divertido. Hotel de uma grande rede, hotel boutique, pousada familiar e hostel conceitual são ofertas encontradas com facilidade numa rápida busca no Booking. Existe ainda todo o leque de possibilidades do Airbnb e a oportunidade de se hospedar de graça na casa de desconhecidos via Couchsurfing.

Normalmente quem começa a planejar as viagens por conta própria toma gosto pelo processo e, o que um dia foi trabalhoso, passa a ser prazeroso. Até que chega o momento em que o viajante descarta a possibilidade de permitir que outra pessoa execute esses trâmites iniciais. É quando passa a entender que essa é uma oportunidade de começar a viagem antes de embarcar de fato.

 

Quais destinos combinam mais com viagem por conta própria?

Quem escolhe ter controle sobre todo o passo a passo diria que qualquer lugar pode ser conhecido por conta própria. Para quem tem total domínio do uso de ferramentas, é verdade.

Destinos mais exóticos são entendidos até como um desafio!

Se esse ainda não for o seu caso, para adquirir experiência, o mais indicado é começar pelos destinos urbanos (recomendamos dez dos nossos preferidos na Europa aqui e aqui). 

Você não terá dificuldade para comprar uma passagem de avião para Barcelona, reservar um hotel em Berlim ou descobrir o que fazer em Londres. Em termos nacionais, comprar ingresso pro Cristo Redentor, no Rio de Janeiro, ou saber como chegar até as Cataratas do Iguaçu, em Foz do Iguaçu é fácil também. Para quem não está motorizado e utiliza transporte público, não tem perfil de destino melhor.

 

Perfil do viajante que planeja a viagem por conta própria

  • Possui alguma experiência prévia de viagem;
  • Gosta de passar horas pesquisando sites especializados;
  • Está acostumado a realizar compras na internet;
  • Fala (ou pelo menos entende) inglês;
  • Pretende economizar, por isso planeja com atenção;
  • Viaja para grandes cidades.

 

E você, como prefere viajar?