Quando viajantes começam a montar o seu roteiro de viagem pelo continente europeu, logo pensam nas capitais e nos grandes centros urbanos. Muitos não imaginam que os cenários mais encantadores e as paisagens de suspirar estão justamente nos pequenos vilarejos da Europa.

Você até pode organizar o seu itinerário tendo uma metrópole como destino principal ou como base para conhecer determinada região. Mas faça um favor a si mesmo: reserve uns dias para sair da cidade rumo a essas pequenas vilas, para se perder entre ruazinhas e ver o tempo passar sem pressa.

A seguir, apresento meus vilarejos preferidos, em diferentes países.

Especial Melhores Destinos da Europa: Urbanos | Aventura | Praia | Vilarejos | Culturais | Gastronômicos

 

Hallstatt (Áustria)

Menos de 800 pessoas moram em Hallstatt, embora milhares de turistas venham para cá todos os anos em busca do sossego proporcionado pelo seu cenário fabuloso: montanhas verdes, lago azul escuro e construções medievais.

É uma atração bastante singular que diferencia o vilarejo austríaco de outros lugares: a mina de sal mais antiga do mundo. O percurso até a mina, com direito a vista panorâmica, já vale o deslocamento. E a visita a um lugar cujos vestígios datam de 7000 anos é a cereja do bolo.

Foto de Dahee Son, via Unsplash – Presets Mundo Mio

 

 

Bled (Eslovênia)

A paisagem parece ter se projetado diretamente da tela do cinema para a vida real. Densa vegetação de pinheiros, um castelo encravado num penhasco, um lago azul e, no meio dele, uma ilhota com uma pequena igreja.

Essa é Bled, possivelmente a cidadezinha mais charmosa de toda a Eslovênia. As atrações aqui giram basicamente em torno do lago. Nadar, andar de pedalinho ou gôndola, praticar stand up paddle ou apenas admirar o cenário a partir de um dos mirantes. Simples e memorável.

Foto de Damien Checoury, via Unsplash – presets Mundo Mio

 

 

Český Krumlov (República Tcheca)

O vilarejo no sul da República Tcheca, que nasceu no século 13 a partir da construção de um castelo, se manteve praticamente intacto ao longo do tempo.

Quem hoje visita Český Krumlov ainda encontra um rio sinuoso que desenha curvas pela geografia da cidade e estreitas ruas de pedra com um casario colorido e de telhado alaranjado. Apenas vagar sem rumo e perder-se pelas vielas desse cenário já é programação suficiente.

Foto deMicaela Parente, via Unsplash – presets Mundo Mio

 

 

Foto de Mahir Uysal, via Unsplash – presets Mundo Mio

Mostar (Bósnia e Herzegovina)

Você já deve ter se deparado com fotos de Mostar sem saber exatamente onde ficava aquela cidadezinha toda de pedra com uma ponte imponente unindo os dois lados. Esse é o cartão-postal do lugar – quiçá de toda Bósnia e Herzegovina.

Mas nem tudo são flores. A Stari Most, a ponte original do século 16, foi destruída durante bombardeios nos anos 1990. Hoje, já foi reconstruída e o clima voltou a ser de festa: é comum ver moradores pulando da ponte para tomar banho no rio e para fazer graça para os turistas.

 

 

 

 

 

 

 

Skagen (Dinamarca)

No extremo norte do território da Dinamarca está a península que se projeta mar adentro e que abriga a pequena e litorânea Skagen.

A cidade é conhecida por abrigar um impressionante fenômeno natural: o encontro do Mar do Norte e do Mar Báltico.

No século 19, a luz natural da região, combinada com a vegetação e a calmaria do lugar, contribuiu para despertar o interesse de pintores e poetas locais. Hoje, Skagen é destino recorrente para dinamarqueses, noruegueses e suecos durante o verão.

 

 

 

 

 

 

Especial Melhores Destinos da Europa: Urbanos | Aventura | Praia | Vilarejos | Culturais | Gastronômicos

Planeje sua viagem com o MundoMio
Reserve seu hotel
Garanta seu seguro viagem
Alugue um carro
Garanta seu ingresso para atrações